segunda-feira, 15 de agosto de 2011

"cóca!"



Ontem fui jantar na casa da minha mãe. Sentei o João numa cadeira e me coloquei ao seu lado. Minha mãe ainda estava terminando de arrumar a mesa enquanto eu servia sopa pra ele. De repente, minha mãe coloca uma garrafa de Coca Cola na mesa e João da forma mais natural do mundo solta apontando pra garrafa "Cóca...cóca...cóca". Eu e minha mãe nos olhamos e começamos a rir. Quem explica? Na minha casa nunca tem refrigerante, eu quase nunca tomo, nunca ensinei essa palavra!! Os caras são bons de marketing mesmo!!!

P.s. óbvio que eu me fiz de desentendida e coloquei água no seu copinhoa e tomei o meu copo de Coca! Porque sempre tento mostrar pro meu filho que certas coisas não são pro seu bico, hoje!

E vocês como lidam com essa questão do "Faça o que eu digo mas não faça o que eu faço"?

2 comentários:

Renata disse...

Lá em casa refrigerante é chamado de "gole" (meu marido bebe bastante e eu sempre peço um gole, rs). Eu consegui manter a Bia longe por um tempo, ela pediu pra provar algumas vezes e não gostou, até que um belo dia aprendeu a gostar. E como tenho um "viciado" em casa, não faz sentido não deixar ela beber enquanto ela vê o pai bebendo o tempo todo... tento balancear dos dois lados, pedindo pra ele não beber perto dela e dando um pouco pra ela quando ele bebe. Sou super preocupada com o que ela consome, faço questão que coma frutas e faça refeições saudáveis, mas está longe de mim ser radical. Um pouquinho algumas vezes por semana ela bebe sim.
Bjos!

Little Fabi disse...

kkkkkkk, me identifiquei logo de cara com os teus comentários e senti uma baita vontade de rir! Como a Bruna já tem 3 anos e meio, isso acontece comigo o tempo todo. Na verdade, para mim, é tudo uma questão de tempo. Os nossos pequenos (que depois não serão mais tão pequenos) terão contato com muitas coisas que não desejamos para eles, seja na nossa frente ou não. Uma vez, a Bruna foi com a minha cunhada Gaby para uma festinha de aniverário e ofereceram refrigerante para ela. Assim que a Gaby colocou o copinho na frente da Bruna, a mesma disse: "Eu não quero refrigerante, tia Gaby", e a tia Gaby falou: "Toma, boba! A tua mãe não está aqui.", a resposta foi essa: "Mas eu não gosto dessas bolinhas." rsrsrsrs. Dessa vez eu me safei, mas e as outras? A Bruna é muito consciente e sabe que certas coisas são de adulto e não discute muito comigo. Porém, eu sei que vai chegar a hora em que ela vai se achar adulta e vai querer provar algumas coisas (não falo só de comida, viu?). Nessa hora é que vamos ver se ela foi bem educada, se foi bem orientada pelos pais e sem tem bases fortes!! Quem viver, verá!!
Bjs da mammy Fabi